NOTÍCIA - Agronegócio

11 de abril de 2017 | MENOR | MAIOR | |

Liberação de importação desagrada produtores de açúcar da Índia.

A decisão da Índia de liberar a importação de 500 mil toneladas de açúcar, sem taxas, para elevar os estoques internos não agradou os produtores
Liberação de importação desagrada produtores de açúcar da Índia.

Muitos deles estão pressionando o governo para desistir da ideia. "As importações baratas levarão ao desespero os agricultores já atingidos pelos problemas na safra de cana", disse o presidente de um grupo de produtores do país, Rakesh Tikait. Ele afirmou que há estoques suficientes de açúcar da safra anterior.

A importação livre de impostos vai ser permitida até 12 de junho, de acordo com a notificação do governo enviada ao parlamento. Atualmente, a taxa no país é de 40%, o que tem evitado as compras no exterior do alimento.

As lavouras de cana-de-açúcar em janeiro e fevereiro nos Estados de Maharashtra and Karnataka "acabaram ficando substancialmente abaixo do que estava previsto", disse a Associação das Usinas de Cana-de-Açúcar da Índia (Isma). A temporada do alimento no país vai de outubro a setembro.

A safra de açúcar no país, segunda maior depois do Brasil, deve ser de 22,5 milhões de toneladas neste ciclo. A estimativa é inferior aos 25,1 milhões de toneladas da temporada passada, segundo o Ministério de Agricultura do país. A Isma projeta uma produção menor, de 20,3 milhões de toneladas.

 
 

Liberação de importação desagrada produtores de açúcar da Índia.
Fonte: Querência em Foco com Faesp Senar

Comentários

Deixe um comentário sobre esta notícia.