NOTÍCIA - prefeitura/politica

17 de abril de 2017 | MENOR | MAIOR | |

Deputado Bezerra é destaque na revista Veja ao defender licença menstrual no país

Deputado Bezerra é destaque na revista Veja ao defender licença menstrual no país

Ao alegar ter um “lado feminino”, o deputado federal Carlos Bezerra (PMDB) insiste no projeto de lei que libera a mulher por três dias no período menstrual. Destaque na revista Veja, em entrevista à repórter Patrícia de Holando, ele explica qual a necessidade de uma Licença-Menstruação e destaca ainda que essa discussão é boa, pois muda o foco do brasileiro.

“Eu acho que muda o enfoque. Tira o foco da corrupção e mira o bem-estar social. Falam só em corrupção, corrupção. Há outros problemas importantes. Esse é um projeto social de alcance profundo”, afirma.

O peemedebista diz que toda mulher sabe que esse período é difícil e ressalta saber bem, pois a esposa Teté Bezerra já passou por isso. O deputado pontua que essa lei já é vigente no Japão. “Vocês ficam de baixo-astral. Reclamam, né? Minha mulher já teve cólicas terríveis, hoje, não tem mais. Vi que era o momento de avançar isso no Brasil. Convivo com muitas mulheres, de vereadoras a deputadas, e me preocupo com a mulher. Tenho meu lado feminino”, pondera.

Bezerra alega que é autor da PEC das Domésticas e que tem um projeto em que obriga o Sistema Único de Saúde (SUS) a realizar restauração do seio da mulher em caso de câncer de mama. “Aqui no Brasil, o lado feminino é muito fragilizado.”

Ele relata que as mulheres gostaram do projeto, mas os empresários são contra essa lei. “Eles me procuraram, exaltados, indagando como eu faço um projeto desses, numa hora em que o país está com índices tão altos de desemprego? A verdade é que ninguém leu o projeto. Ora, a empresa só tem a ganhar, vai produzir mais, e não vai ter prejuízo, porque a mulher vai repor esse horário perdido, trabalhando em casa ou numa carga horária maior em outros dias”, pontua.

Deputado Bezerra é destaque na revista Veja ao defender licença menstrual no país
Fonte: Querência em Foco com Bárbara Sá, RDNews.

Comentários

Deixe um comentário sobre esta notícia.