NOTÍCIA - geral

18 de abril de 2017 | MENOR | MAIOR | |

Este homem estava vivendo à beira da morte até que conseguiu perder 300kg

Este homem estava vivendo à beira da morte até que conseguiu perder 300kg

Você já sabe que estar acima do peso pode trazer riscos para saúde. A conscientização sobre a condição de saúde e a obesidade é uma preocupação de médicos e especialistas há anos, então não é surpresa para ninguém saber que estar com vários quilinhos a mais pode ser motivo de um olhar de alerta para a saúde.

No caso do britânico Paul Mason, esse alerta está no máximo do perigo quando ele chegou a ser considerado o homem mais gordo de todo o mundo, com a inacreditável marca de 445 kg na balança.

Paul explica que nunca chegou a ser realmente magro, mas teve a condição agravada durante a década de 80, quando seu pai morre. Além disso, a saúde de sua mãe também começou a apresentar problemas, afetando a condição emocional do jovem.



Por conta de problemas de depressão aliados a hábitos alimentares desregrados, ele avançou tanto nos estágios de obesidade que precisou parar de trabalhar. Paul Mason era carteiro e precisava se locomover com frequência, mas passou a sofrer para conseguir realizar o seu trabalho.

Com tantos problemas, a vida do britânico se perdeu cada vez mais, fazendo com que ele ficasse mais gordo a cada dia até chegar ao ponto de precisar viver em uma cama. A sua situação era tão surreal que, quando Paul precisou fazer uma cirurgia de hérnia, em 2002, foi preciso derrubar uma parede de sua casa para que uma empilhadeira conseguisse removê-lo da cama.

No auge de seu vício em comer, Paul era capaz de consumir um pacote de bacon inteiro, quatro salsichas e quatro ovos com pães, tudo isso somente para um café da manhã.

Depois de anos vivendo sob essa condição gravíssima de saúde, Paul decidiu fazer mudanças em sua vida e buscar uma solução para a sua situação. Em 2010, ele acabou ganhando uma cirurgia bariátrica, ou de redução de estômago. Com a cirurgia, ele deu o primeiro passo para deixar de ser o homem mais gordo do mundo e começar uma nova fase em sua vida.

Com os novos hábitos, Paul Mason desenvolveu uma nova rotina que surpreendeu até mesmo os médicos que acompanhavam sua história. Com uma vida muito mais saudável, ele chegou a perder quase 300 kg num prazo de cinco anos.

Por conta da perda excessiva de peso, Paul começou a sofrer com outros problemas. O emagrecimento fez com que ele tivesse flacidez e excesso de pelo em praticamente todo o corpo, fazendo com que o seu corpo ficasse completamente deformado por conta do acúmulo de bolsas de pele em várias regiões.



Para resolver o problema, Paul passou por uma nova cirurgia em 2015, dessa vez para remover parte da pele que estava sobrando em seu corpo. Foram 25 kg somente de pele removidos, principalmente, da região das pernas do homem.

Essa foi apenas a primeira das cirurgias realizadas para remoção de pele em excesso no corpo de Paul. De acordo com os médicos que acompanham o caso dele, outrar cirurgias do mesmo tipo ainda precisarão ser feitas, assim que Paul perca um pouco mais de peso.

Ainda que viva com o problema de flacidez após a perda de peso, Paul considera que a mudança em sua vida já foi completamente significativa. Se antes ele sentia que as suas pernas pesavam como troncos de árvore, agora era como se elas fossem pedaços de papel, sendo levantadas com muito mais facilidade.

E não foi só o corpo ou a saúde de Paul que mudou em sua nova vida. A mudança fez com que Paul conhecesse Rebecca Mountain na internet em 2013 e ficasse noivo da mulher. Eles se conheceram durante o processo de emagrecimento de Paul e, inclusive, Rebecca estava ao lado do noivo quando ele conseguiu dar um curto passeio a pé num parque após a remoção de pele do corpo.



Depois de anos vivendo em na Inglaterra, agora Paul Mason se mudou para Boston, nos Estados Unidos, onde vive com a sua noiva. Rebecca se encantou pela situação dele depois que viu a história de Paul num programa de televisão. A partir daquele momento ela percebeu que gostaria de conhecê-lo e ajudá-lo a superar cada um dos seus problemas. Durante o processo, acabou conhecendo uma pessoa que ela define como “incrível, genuína, honesta e aberta sobre as dificuldades pelas quais passou.”

Atualmente, Paul Mason consegue levar uma vida muito melhor e mais saudável do que aquela que tinha quando era considerado o homem mais gordo do mundo, ainda que precise aguardar novas cirurgias para conseguir recuperar um corpo saudável.

 

Este homem estava vivendo à beira da morte até que conseguiu perder 300kg
Fonte: Querência em Foco com Fatos Desconhecidos.

Comentários

Deixe um comentário sobre esta notícia.