NOTÍCIA - prefeitura/politica

18 de abril de 2017 | MENOR | MAIOR | |

Elogiados por Taques e pelo TJ, Márcio Vidal e Sakamoto assumem presidência do TRE-MT

Elogiados por Taques e pelo TJ, Márcio Vidal e Sakamoto assumem presidência do TRE-MT

Tomaram posse na manhã desta segunda-feira (17) os desembargadores Márcio Vidal e Pedro Sakamoto, como presidente e vice-presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT). Eles conduzirão o biênio 2017/2018, que será marcado pelas eleições para Presidente da República. A cerimônia, iniciada às 10h de hoje, contou com a presença do presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) Rui Ramos e do governador do Estado, Pedro Taques, que conversaram com Olhar Jurídico e avaliaram positivamente a dupla que substitui os desembargadores Maria Helena Póvoas e Luiz Ferreira da Silva.

Leia mais:
Gilmar Mendes mantém nomeação de servidores aprovados em concurso na Justiça de MT


Empossado presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), o desembargador Márcio Vidal já anunciou suas três ações iniciais na casa. “Temos no primeiro ano um projeto de 175 ações alicerçadas em três pilares fundamentais: investimento em informática, pois vivemos em um momento da comunicação e da informação; também uma interface que iremos estabelecer com o cidadão eleitor, um canal aberto com ele, o principal detentor do poder; em um terceiro pilar, iremos trabalhar com a integração e a cooperação tanto interna quanto externa, isso com o objetivo de aprimorar o sistema como um todo, não se limitando apenas ao processo eleitoral. Temos um longo caminho a percorrer, é difícil, mas com a união de todos os colegas, presidentes do Tribunal Pleno e dos servidores da casa, teremos uma ação eficaz para viver uma democracia substancial e não apenas formal”, adiantou.

Vice-Presidente da Justiça Eleitoral de Mato Grosso, Pedro Sakamoto, admitiu maior capacidade do colega para a presidência e contou um pouco sobre sua experiência na magistratura. “Márcio (Vidal) está mais preparado para a questão da condução administrativa do TRE-MT, ele já foi corregedor e vice-presidente do TJ, além de ocupar por um período significativo a vice-presidência deste Tribunal. De modo que eu não tenho afinidade com questões administrativas, meu objetivo maior e que entendo ter maior habilidade é do próprio processo eleitoral, na sua condução. Eu já fui juiz eleitoral em várias zonas eleitorais, tenho quase 32 anos de magistratura e nesses anos aprendi m pouco desta questão do processo eleitoral em si. Com essa garra que vamos conduzir este próximo pleito eleitoral”.

O Presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), desembargador Rui Ramos Ribeiro, disse estar com o “coração tranquilo“ com a nova presidência da Justiça Eleitoral do Estado. “Dois excelentes colegas estão à frente desta missão. Dois colegas absolutamente experientes, acostumados às lides eleitorais e com uma grande vivência junto à atividade eleitoral, como juízes eleitorais, membros substitutos e, por tanto, profundos conhecedores de nossa realidade. Naturalmente espero e desejo a ambos muito sucesso. Tenho certeza absoluta que toda a gestão será esplendorosa e exemplar”.

Ao sair da cerimônia de posse, o governador do Estado Pedro Taques conversou com exclusividade com Olhar Jurídico e avaliou a nova dupla que assume a Justiça Eleitoral. “Quero cumprimentar a desembargadora Maria Helena Póvoas pelo trabalho e pela direção do TRE-MT nestes dois últimos anos. Desejo muita sorte ao desembargador Márcio e ao Pedro Sakamoto. Tenho certeza que eles conduzirão este tribunal da melhor maneira possível. A vida dos dois demonstra isso, são vidas retas. Tenho certeza que o que o cidadão deseja é a verdade das urnas e cabe ao TRE conduzir e encontrar esta verdade”.

Em seu último dia como presidente do TRE-MT, a desembargadora Maria Helena Póvoas avaliou positivamente sua gestão. Citou avanços na legislação eleitoral contra a prática do “Caixa 2” e apontou algumas novidades oferecidas pela Justiça Eleitoral à sociedade. “Nós entregamos um data center (computadores avançados para processamento de dados em grande escala) de última geração, ele ficará 20 anos sem precisar de nenhum reparo. Esse data cCenter é o coração do TRE-MT. Colocamos aqui também ferramentas interessantes à disposição da sociedade, sempre conclamando a todos para vir nos ajudar a fiscalizar as eleições, como no caso do aplicativo Pardal e da campanha do Caixa 1. Nós incitamos a sociedade a nos ajudar, a dizer que a eleição se faz com uma parceria Tribunal e sociedade. Conseguimos bons frutos, conseguimos fazer com que a sociedade nos respondesse positivamente”. 

Elogiados por Taques e pelo TJ, Márcio Vidal e Sakamoto assumem presidência do TRE-MT
Fonte: Querência em Foco com Paulo Victor Fanaia Teixeira

Comentários

Deixe um comentário sobre esta notícia.