NOTÍCIA - geral

22 de agosto de 2017 | MENOR | MAIOR | |

Grileiros ameaçam paraíso natural de Nova Xavantina.

Grileiros ameaçam paraíso natural de Nova Xavantina.

Distante 25 km do centro de Nova Xavantina, pela estrada da Ilha do Côco, a antiga fazenda Engenho Novo, de 132 ha, em cujas terras se acha um paraíso natural de proporções inimagináveis, tendo ao centro a Cachoeira da Gratidão; sofre a ação de grileiros da região.

Em visita à localidade neste domingo, 20, a reportagem do site NX1 encontrou o proprietário preocupado com uma estrada aberta dentro da sua área, que vai dar na cachoeira, rompendo sua cerca e quebrando tijolos por ele colocados, fazendo até ponte para passar o trator (ver fotos).

Segundo ele, na região corre boatos de que estaria à venda uma área com "uma bonita cachoeira no pé da serra", justamente a de sua propriedade, cujas demarcações abarcando a área já foram confirmadas por fotos de satélite feitas pelo Secretário Municipal de Turismo, Meio Ambiente e Agricultura, Arinos Oliveria Serpa;

Também foram confirmadas pelo INCRA e pelo presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de NX, Marcelino Ferreria da Paixão, que também é proprietário na Ilha do Côco.

Sôbre a ação dos grileiros, o proprietário registrou boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia Civil local e também no Ministério Público.

PRESERVAÇÃO

Paulista da capital, há quatro anos residindo e trabalhando em suas terras na Ilha do Côco junto com a esposa, três filhos -uma recém nascida com menos de um mês- e o sogro; o proprietário desenvolve um projeto turistico e ambiental de preservação da imensa riqueza natural da fazenda.

Construiu uma trilha para chegar até a cabeceira da nascente que forma a incrível cachoeira, pela esposa batizada de Gratidão, numa homenagem à tudo o que ela proporciona.

Seu plano é desenvolver um projeto turístico auto sustetável no local, administrando o acesso, com resgistros dos visitantes e demais mecanismos de monitoração, para implantar ações de preservação ambiental constante e permanente do atrativo.

Quando da nossa visita, havia embalagem de danone jogada na trilha por visitantes anteriores, que foi cuidadosamente recolhida.

A CACHOEIRA

Formada por sua própria nascente, que após a queda dá início ao Còrrego do Butina, a Cachoeira da Gratidão é formada por duas cachoeiras: uma que vem do alto, da nascente, com vários metros de altura.

E outra que fende do centro das rochas, do meio pra baixo do imenso paredão, com uma importante e terapeutica particularidade: sua água é morna, quase quente, contrastanto com a da nascente. Passa-se numa e depois na outra, e está feito o rejuvencimento.

Detalhe que chama a atenção, são as suas águas cláríssimas, azuis, indescritíveis, que formam o lago da queda da cachoeira. Enxerga-se a areia branca ao fundo tão nítidamente como se estivesse em nossas mãos.

A região é toda formada por grande rochas, e há um pequeno simulacro do famoso bico da Serra do Roncador, na BR-158, alí reproduzido e desenhado, parada obrigatória da trilha, atestando ser aquela região filha do Roncador, senão, o próprio Roncador, pulsando firmemente na Ilha do Côco.

Segundo o proprietário, o registro da ocorrência policial na delegacia de polícia civil local e no Ministério Públlico, visa coibir ações predatórias e ilegais neste patrimônio natural da humanidade, e assim sendo, pede a ajuda de toda a comunidade na tarefa da preservação.

Grileiros ameaçam paraíso natural de Nova Xavantina.
Fonte: Querência em Foco com Ezio Garcia

Comentários

Deixe um comentário sobre esta notícia.