NOTÍCIA - Agronegócio

02 de outubro de 2017 | MENOR | MAIOR | |

Brasil ocupa 38ª. posição em índice de segurança alimentar

Em uma lista de 113 países, o Brasil se manteve na 38ª. posição na edição 2017 do Índice Global de Segurança Alimentar
Brasil ocupa 38ª. posição em índice de segurança alimentar

Desenvolvido pelo Economist Intelligence Unit, braço de pesquisa do The Economist Group, o levantamento mede, anualmente, a capacidade de as nações alimentarem sua população, com base em quatro indicadores: acessibilidade ao alimento [poder de compra do consumidor], disponibilidade [oferta de produtos], qualidade e segurança e resiliência climática.

Os resultados foram apresentados pelo representante do The Economist Group no Brasil, Marcio Zanetti, nesta última terça-feira (26), em evento na cidade de São Paulo (SP). Segundo ele, entre os pontos fortes do Brasil, destacam-se volume e diversidade da produção agropecuária, recursos naturais, programas governamentais de compra de alimentos, entre outros. Por outro lado, o País tem desafios urgentes nas áreas de infraestrutura logística, carência de recursos para pesquisa e crédito agrícola, ficando, neste último item atrás até de Uruguai e Argentina.

De acordo com Zanetti, o Brasil não registrou uma avaliação satisfatória no tocante ao quesito resiliência climática, devido a não estar se preparando como deveria - devido à escassez de capital - para adaptar à produção agrícola às mudanças que serão provocadas pelo aquecimento global. O representante do The Economist Group alerta que culturas como café e soja no País poderão ser afetadas, com áreas produtivas sendo transferidas para outras regiões e até mesmo sendo extintas.

Outros países

A Irlanda ficou em primeiro lugar no Índice, impulsionada pela recuperação econômica do país, e investimento público elevado em pesquisa. EUA e Reino Unido, pela ordem, vieram a seguir no ranking. De maneira geral, Zanetti pontuou que, globalmente, os sistemas alimentares estão enfrentando pressão do alto preço dos insumos, alterações de padrão do consumo, mudanças climáticas e choque de preços.

Brasil ocupa 38ª. posição em índice de segurança alimentar
Fonte: Querência em Foco com Datagro

Comentários

Deixe um comentário sobre esta notícia.