NOTÍCIA - prefeitura/politica

08 de janeiro de 2018 | MENOR | MAIOR | |

Câmara de Cuiabá gastou R$ 42 milhões dos contribuintes em 2017

Dados sobre pagamentos foram disponibilizados no Portal Transparência do Legislativo cuiabano
Câmara de Cuiabá gastou R$ 42 milhões dos contribuintes em 2017

Ao longo de 2017, a Câmara de Vereadores de Cuiabá empenhou pouco mais de R$ 41,9 milhões para quitar despesas da Casa. Deste montante, pelo menos R$ 39,6 milhões já foram efetivamente pagos, conforme dados disponibilizados no Portal Transparência do Legislativo.

 

Aí estão inclusas, além das despesas com prestadores e fornecedores de serviços, os valores relativos aos pagamentos dos salários dos 25 vereadores, além dos recebimentos dos servidores da Casa.

 

Apesar do expressivo montante de dinheiro gasto, a chamada "Casa dos Horrores" segue sendo alvo de desgaste e sinônimo de inoperância.

 

A empresa Medeiros & Curvo Ltda, que presta serviços de limpeza e conservação, está entre as que mais receberam. Ao todo, foram realizados quatro pagamentos, que somam R$ 495 mil.

 

Essa empresa já havia sido, inclusive, alvo de uma auditoria realizada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), que detectou superfaturamento nos serviços prestados à Câmara de Cuiabá.

 

A auditoria teve como base as contas de 2016 da Casa. À época, verificou-se que o valor dos contratos firmados havia sido calculado sobre a área onde o serviço é executado, mas os auditores verificaram que a área era inferior à informada no contrato, gerando pagamentos por serviços não realizados.

 

Demais gastos

 

Ainda no Portal Transparência, a reportagem constatou pagamentos de pouco mais de R$ 338 mil a empresa Vídeo Close Produções Ltda.

 

No demonstrativo das despesas, no entanto, não são detalhados os serviços que foram prestados pela produtora ao Legislativo.

 

Outros R$ 291 mil foram pagos a Apis Comércio Informática. A Ar Frio Comércio e Serviço de Ar Condicionado recebeu pouco mais de R$ 106 mil.

 

A Gextec, do ramo de softwares de gestão para a área pública, recebeu dois pagamentos, que somam R$ 227 mil.

 

Pouco mais de R$ 70,3 mil foram pagos a Capriata de Souza Lima & Souza Lima Ltda, que é especializada em aluguel de equipamentos para eventos e festas e outros R$ 18,8 mil a Leite & Tumelero, que atua no mesmo ramo.

 

Com os serviços de combustível (Auto Posto Marmeleiro), energia (Energisa) e telefonia (Oi) foram pagos R$ 8 mil, R$ 299 mil e R$ 13,5 mil, respectivamente.

 

A empresa Futura Materiais Xerográficos recebeu pagamentos de R$ 47,1 mil.

 

Entre as prestadoras de serviços ao Legislativo também aparecem a Elevaenge Assistencia Técnica em Elevadores (R$ 30,5 mil), Brivia Comércio de Maquinas Industriais (R$ 19 mil), Construeste Comércio e Serviços (R$ 16,9 mil), Ativa Comércio de Produtos e Alimentos e a Votech Tecnologia em votação (R$ 33,1 mil).

Câmara de Cuiabá gastou R$ 42 milhões dos contribuintes em 2017
Fonte: Querência em Foco com CAMILA RIBEIRO

Comentários

Deixe um comentário sobre esta notícia.