NOTÍCIA - Policial/Acidente

29 de maro de 2018 | MENOR | MAIOR | |

Homem que assassinou ex-mulher a facadas é preso em Juína

Suspeito não aceitava o término do relacionamento com a vítima, com quem convivia a cerca de um ano
Homem que assassinou ex-mulher a facadas é preso em Juína

A Polícia Judiciária Civil (PJC) prendeu Ronaldo Vieira de Novaes, 23 anos, acusado de assassinar a ex-mulher, Maria Cruz Ramos, 53 anos, no último sábado (23), em Juína, a 720 km de Cuiabá.

Ronaldo estava com a prisão preventiva decretada quando se apresentou na Delegacia de Juína. 

A prisão do acusado foi realizada na tarde de terça-feira (27), quando se apresentou na Delegacia de Juína. “Apesar de passado o período de flagrante, o suspeito permaneceu preso em força do mandado de prisão preventiva, fato que só foi possível graças a rápida ação policial e da Justiça”, destacou o delegado Marco Bortolotto Remuzzi.

Dona de bar é morta com mais de 10 facadas por ex em MT

O crime aconteceu no bar Barakat Drinks, de propriedade da vítima. Acionada sobre a ocorrência, a Polícia Militar foi até o local, onde recebeu informações de que um homem efetuou golpes de faca contra a dona do estabelecimento, e em seguida fugiu.

Testemunhas reconheceram Ronaldo Vieira como autor do crime. Ele não aceitava o término do relacionamento com a vítima, com quem convivia a cerca de um ano. Durante conversa com a ex-mulher, o assassino tirou a faca da cintura e esfaqueou a vítima. Uma testemunha jogou um banco contra o suspeito no intuito de cessar a ação criminosa.

Filho se revolta

Marcos Diogo Ramos filho de Conceição de Maria Cruz Ramos, 53 anos, morta a golpes de faca na noite de sábado (24) em seu Bar Baracat Drink’s no centro da cidade, está revoltado com os militares da 14° Companhia Independente de Bombeiro Militar da Cidade de Juína, que estavam de plantão na noite do crime. Na opinião dele, houve uma possível 'omissão', por parte dos militares que estavam na companhia.

Marcos delata que a testemunha do crime e funcionária do bar ao ver as agressões correu para fora pedindo por socorro, inclusive indo ao corpo de bombeiros, que nem sequer compareceram ao local prá prestar os primeiros socorros.

O filho dela disparou contra os militares.

“Eles foram chamados na hora que o cara entrou aqui que ele deu a primeira facada na minha mãe, ela já correu e chamou eles, tinha cinco bombeiros na hora, ninguém veio, ficou um olhando para cara do outro e é muito revoltante. Se tem cinco bombeiros preparados, mais preparados para que?, estão ali fazendo o que?.” - relatou.

O rapaz revelou que sua mãe havia falado que se sentia mais segura com a presença do corpo de bombeiros, que se instalou em frente ao bar dela. Ela admirava o trabalho feito pelos bombeiros e infelizmente no momento que mais precisou, eles não a socorreram.

“Se pelo menos viessem ver o que estava acontecendo, porque de um pique ele tava aqui dentro e salvava minha mãe. Às vezes uma, duas facadas, não fosse suficiente para tirar a vida dela, então se eles tivessem prestado esse tipo de socorro, não ficasse ali parado olhando um para cara do outro, as vezes até fazendo brincadeira e dando risada. Estou muito revoltado, por que eles negaram socorro.” – desabafou.

Outro lado

Fomos informados que a 14º CIBM não irá se pronunciar sobre a acusação de não socorrer a vítima. 

Homem que assassinou ex-mulher a facadas é preso em Juína
Fonte: Querência em Foco com Redação 24 Horas News

Comentários

Deixe um comentário sobre esta notícia.