NOTÍCIA - prefeitura/politica

09 de abril de 2018 | MENOR | MAIOR | |

Otaviano Pivetta filia ao PDT e pode disputar Governo de MT

Otaviano Pivetta filia ao PDT e pode disputar Governo de MT

O PDT, partido presidido pelo deputado estadual Zeca Viana, recebeu a filiação de três descontentes provenientes do PPS, após a chegada do ex-secretário de Educação do Estado, Marco Marrafon, para comandar o partido. São eles o ex-prefeito de Rondonópolis, Percival Muniz e os vereadores por Rondonópolis do PPS, Fábio Cardoso e Thiago Muniz. Além disso, o ex-prefeito de Lucas do Rio Verde, Otaviano Pivetta voltou aos quadros do PDT e está “preparadíssimo” para disputar o governo, caso o ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, decida não participar do pleito neste ano. Zeca ainda dá como certa a vinda do Democratas para a oposição. “O nosso objetivo é impedir a reeleição do Pedro Taques”, disse ele.

 

Ainda segundo Zeca, o partido aguarda para fazer uma "grande composição" com a participação de Mauro Mendes (DEM) como candidato ao governo. Se a possibilidade se concretizar, Zeca prevê que o ex-senador Jayme Campos (DEM) abra mão de uma vaga ao Senado Federal em nome do grupo político.

 

Já o ex-vice-governador Carlos Fávaro (PSD) ficaria com a vaga de Jayme Campos na corrida pelo Senado. "Não deve ter dois à majoritária do mesmo partido, pois fragiliza os outros partidos para compor", afirmou. Zeca também não descarta compor junto ao senador Wellington Fagundes (PR), pré-candidato ao Governo do Estado pela oposição. 

 

"Ele está trabalhando a candidatura dele e nós estamos trabalhando a nossa. Isso não quer dizer que não estaremos juntos", disse Zeca. 

 

Percival

 

De acordo com Percival Muniz, ele se filiou ao partido apenas para ajudar os companheiros. Ele evitou comentar os motivos que o levaram a mudar de agremiação partidária. O objetivo de seu grupo político e do PDT sereia a eleição a deputado federal e deputado estadual dos vereadores por Rondonópolis, Fábio Cardoso e Fábio Muniz.

 

“Eu não tenho projeto. Eu já fui ajudado demais e agora eu só quero ajudar. Vou só acompanhar essas brigas”, comentou.

 

DEM

 

Questionado se temia uma eventual reedição do DEM com o Taques, Zeca foi taxativo: "Eu não acredito que a nova diretoria vai aceitar andar junto com Pedro Taques", afirmou. O novo presidente do DEM é o deputado federal e aliado de Mendes, Fábio Garcia. Ele assumiu após o partido destituir os diretórios e recompor com a presença dos parlamentares oriundos do PSB.

Otaviano Pivetta filia ao PDT e pode disputar Governo de MT
Fonte: Querência em Foco com FELIPE LEONEL

Comentários

Deixe um comentário sobre esta notícia.