NOTÍCIA - prefeitura/politica

11 de maio de 2018 | MENOR | MAIOR | |

União de PDT, DEM, PP e PR para presidente deve mudar posição em MT

DEM, PDT e PR tem pré-candidatos ao governo do estado
União de PDT, DEM, PP e PR para presidente deve mudar posição em MT

A união entre os Democratas (DEM), o Partido Progressista (PP) e o Partido da República para evitar uma derrota precipitada e o esfacelamento completo do grupo político que hoje se autodenomina de centro, com as eleições presidenciais podem levar os três a um acordo com o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT), que é o presidencial hoje opositor ao governo Temer (MDB) com maior visibilidade.

Dos sete nomes hoje colocados como pré-candidatos à presidência o nome do ex-governador Ciro Gomes é o que se apresenta melhor colocado nas pesquisas de intenção de votos, na última pesquisa Datafolha, Ciro tem 9% de preferência do eleitorado brasileiro.

Nas articulações em Brasília o grupo do presidente da Câmara do Deputados, Rodrigo Maia (DEM), sabe que Ciro tentará, primeiro, fechar acordo com o Partido dos Trabalhadores (PT) e outros partidos da centro-esquerda, porém avalia que o PT não irá abrir mão da cabeça de chapa e é neste espaço que os três partidos de “centro” vão abrir negociação.

Mas se a jogada do PP, PR e DEM vingar, como ficarão os pré-candidatos destes partidos em Mato Grosso, pelo PR, o senador Wellington Fagundes; pelo PDT, Otaviano Pivetta e pelo DEM o empresário Mauro Mendes?

Ainda meio conturbada a decisão de alianças e nomes de oposição ao governador Pedro Taques (PSDB), que é pré-candidato a reeleição, deve ficar mais embaralhada e ai egos, interesses de grupos e pessoais podem deixar mais difícil ainda escolher um nome para tentar entrar na briga pelo Paiaguás.

União de PDT, DEM, PP e PR para presidente deve mudar posição em MT
Fonte: Querência Em Foco com Agora Mato Grosso

Comentários

Deixe um comentário sobre esta notícia.