NOTÍCIA - Policial/Acidente

06 de junho de 2018 | MENOR | MAIOR | |

Bebê indígena é resgatada por policiais após ficar 4 horas embaixo da terra em Canarana

De acordo com a avô a criança teria que ser sacrificada pelo fato da mãe ser solteira, o ritual faz parte da tradição indígena
Bebê indígena é resgatada por policiais após ficar 4 horas embaixo da terra em Canarana

Um bebê indígena do sexo feminino foi descoberto pela Policia Militar na última terça-feira (5) em uma residência no município de Canarana, a criança recém-nascida foi enterrada viva pela avó e foi salva por policiais após ficar praticamente 4 horas debaixo da terra.

De acordo com a Policia Militar Após receber denúncia anônima de que em uma casa onde morava uma família indígena, a avó teria enterrado a neta que   nasceu na tarde de terça-feira (5).

Diante das informações a guarnição foi até a casa da família e começaram a escavar quando ouviram o choro da recém-nascida e se emocionaram ao conseguir salvá-la com vida. A avó explicou que a bebê teria que ser sacrificada pelo fato de que a mãe seria 'solteira' E que não é permitido pela tribo deles devido a tradição. 

 A família pertence a etnia do Parque Nacional do Xingu onde é concentrado várias tribos indígenas. A criança foi transferida para o hospital de Água boa onde passara por avaliação médica. 

A recém-nascida foi salva pelo Major João Paulo, Sargentos Fernando e Oliveira e o Soldado Henrique que se emocionaram, e afirmam ter sido um milagre encontrar a criança com vida.

De acordo com a tradição criança com deficiência física, gêmeos, filho de mãe solteira ou fruto de adultério podem ser vistos como amaldiçoados dependendo da tribo e acabam sendo sacrificados, enterrados ou abandonados.

Bebê indígena é resgatada por policiais após ficar 4 horas embaixo da terra em Canarana
Fonte: Querência Em Foco com Agência da Notícia.

Comentários

Deixe um comentário sobre esta notícia.