NOTÍCIA - prefeitura/politica

23 de junho de 2018 | MENOR | MAIOR | |

“Perdi uma tubaína” diz Wilson, sobre aposta de que Mendes e Taques estariam no mesmo palanque

“Perdi uma tubaína” diz Wilson, sobre aposta de que Mendes e Taques estariam no mesmo palanque

Sem perder o bom humor, o deputado estadual Wilson Santos (PSDB) parece que finalmente está começando a se conformar com o fato de que o ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (DEM), não vai estar ao lado do governador Pedro Taques (PSDB) nas eleições deste ano. Relembrando a brincadeira que fez no mês passado, quando disse que apostaria “uma tubaína” que Taques e Mendes dividiram o mesmo palanque, Wilson reconheceu, desta vez, que a candidatura do democrata já era esperada, mas persistiu em sustentar que o DEM ainda pode poiar o governador.

“Já era esperado [a candidatura de Mendes], tratamos isso com normalidade. Eu perdi uma tubaína, pelo que parece, mas ainda não acabou, não é?! Nós não damos isso como favas contadas, ainda tem muita coisa para acontecer. O DEM, a nível nacional, tem se aproximado do PSDB no apoio à candidatura do Alckmin. Vamos fazer o bom combate”, disse Wilson Santos.

Wilson Santos, que sempre minimizou as declarações de democratas como o ex-governador Júlio Campos e até mesmo Mauro Mendes, que não economizam criticas à gestão de Taques, disse também que ainda que o DEM confirme ter candidatura própria, a perda do apoio – considerado importantíssimo – não irá tolir os planos de candidatura tucana. “Com o DEM ou sem o DEM nós vamos disputar a reeleição do Pedro”.

O deputado, que coordena a pré-campanha de Taques até este domingo, afirmou ainda que os recentes resultados de pesquisas, que mostram o governador em terceiro lugar na disputa pelo Paiaguás, não os desanimou.

Para Wilson, o cenário em Mato Grosso só deve ser transformar a partir de agosto, quando todas as candidaturas forem oficiais. “Ainda é cedo para analisar, é preciso esperar os quadros se definirem com clareza. As candidaturas ao Senado também vão ser importantes, então temos que esperar tudo se confirmar. Parece que teremos três candidaturas competitivas, mas vamos aguardar para confirmar”.

Até o momento, os principais nomes colocados aos cargos majoritários em Mato Grosso são o de Taques, que já está em ritmo intenso de pré-campanha, embora ainda negue ser pré-candidato; de Mendes, que também não assumiu a condição de pré-candidato, mas admite estar disposto a viabilizar o projeto junto com o partido; e do empresário Reinaldo Morais e do senador Wellington Fagundes, estes sim pré-candidatos declarados.
 

“Perdi uma tubaína” diz Wilson, sobre aposta de que Mendes e Taques estariam no mesmo palanque
Fonte: Querência Em Foco com Érika Oliveira.

Comentários

Deixe um comentário sobre esta notícia.