NOTÍCIA - prefeitura/politica

07 de agosto de 2018 | MENOR | MAIOR | |

Blairo diz que time é para sempre, mas alianças podem mudar

Blairo diz que time é para sempre, mas alianças podem mudar

O ministro da Agricultura Blairo Maggi (PP) disse ver com naturalidade as alianças políticas firmadas para o processo eleitoral deste ano, especialmente a composição feita pelo pré-candidato ao Governo Mauro Mendes (DEM) com o MDB.

  

Nos bastidores, a união do Democratas com o partido liderado em Mato Grosso pelo deputado federal Carlos Bezerra foi muito comentada, já que até pouco tempo o MDB era dado como certo na chapa de Wellington Fagundes (PR), que também pleiteia o Palácio Paiguás.

  

“Não acho inesperado. Muitas vezes as pessoas que não participam da política acham que são movimentos estranhos. Mas política não é igual jogo de futebol, que a gente tem um time, ama o time perdendo ou ganhando e nunca sai desse time”, avaliou o ministro.

  

Política não é igual jogo de futebol, que a gente tem um time, ama o time perdendo ou ganhando e nunca sai desse time

“Na política a gente organiza para cada eleição um tipo de time, um tipo de propositura para a discussão. Então, até a última hora, o último instante, nós temos algumas mudanças e elas são naturais”, disse Blairo.

  

Na avaliação do ministro, no momento de compor as chapas os partidos estão mais preocupados com as eleições proporcionais e a possibilidade de fortalecerem suas bancadas, do que com a disputa a majoritária (cargos de Senado e Governo).

 

“Repito, às vezes as pessoas estranham, mas faz parte da politica, porque estão ali (nas composições) a possiblidade de eleger mais ou menos deputados, dependendo da construção que você está fazendo”.

  

“Tenho certeza que os três grupos que disputaram os partidos para poderem disputar a eleição, não estão muito preocupados na cabeça de chapa. Os partidos interessam realmente é por quantos deputados farão para Assembleia Legislativa e quantos conseguirão mandar para Brasília para representar seus partidos. E é dos partidos e parlamentares que vem a força política para a próxima eleição”, concluiu o ministro.

Blairo diz que time é para sempre, mas alianças podem mudar
Fonte: Querencia em Foco com CAMILA RIBEIRO .

Comentários

Deixe um comentário sobre esta notícia.