NOTÍCIA - prefeitura/politica

14 de agosto de 2018 | MENOR | MAIOR | |

Mendes registra chapa e diz não ter feito compromisso eterno

Mendes registra chapa e diz não ter feito compromisso eterno

Acompanhado dos principais aliados, o candidato ao Governo Mauro Mendes (DEM) registrou, na tarde desta segunda-feira (13), sua candidatura no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT).

 

Em conversa com a imprensa, ele voltou a dizer que entrou na disputa por conta da decepção causada com a gestão do governador Pedro Taques (PSDB), que vai à reeleição.

 

“Nós apoiamos o atual governador, em 2014, para um mandato de quatro anos. Qualquer um que votou nele, votou para um mandato de quatro anos. Nós temos o direito, e acima de tudo o dever, para, no final desse período, fazer uma avaliação se esse governo cumpriu seu papel”, afirmou.

 

Segundo ele, na gestão tucana a Saúde piorou, e o salário dos servidores e o pagamento de fornecedores atrasaram.

 

Alair Ribeiro/MidiaNews

Mauro Mendes registro de candidatura

Mauro Mendes, acompanhado de Jaime Campos e Carlos Fávaro: registro de candidatura

O ex-prefeito de Cuiabá disse que seu único compromisso eterno é com sua esposa, Virgínia Mendes.

 

“Ao final desse período, analisamos se entregou aquilo que prometeu, se cumpriu com as promessas, se está desempenhando bem, se a máquina pública está bem administrada. Lamentavelmente, as nossas respostas e da grande maioria da população foi de que não”, disse.

 

“De que não está administrando bem, que a Saúde está um caos, que o salário atrasou, que os fornecedores estão atrasados, que os Municípios estão sem receber. Existem muitos e graves problemas que vieram piorando na gestão pública. Então, como poderíamos continuar apoiando só por que apoiamos um dia? Ninguém faz compromisso eterno. Só fiz um compromisso de amor eterno: com a minha esposa, que estou casado há 23 anos”, afirmou.

 

O ex-prefeito disse, ainda, estar preparado para caso tenha que enfrentar um dos outros quatro candidatos em um eventual segundo turno.

 

“Ainda é muito cedo para fazer essa análise. Não sabemos qual será a vontade de Deus e da maioria do eleitorado. Tem muito tempo. A eleição vai começar no dia 16 e ainda teremos 45 dias. Muita coisa pode mudar para todos os candidatos. Mas eu já disputei dois segundos turnos. Já temos algumas experiências com segundo turno. O que queremos é ganhar as eleições, seja em primeiro ou segundo turno”, disse.

 

Já temos algumas experiências com segundo turno. O que queremos é ganhar as eleições, seja em primeiro ou segundo turno

Núcleo fechado

 

Mendes disse já ter completado os nomes que o ajudarão na campanha. Conforme adiantou MidiaNews na semana passada, o coordenador-geral será o senador Cidinho Santos, que vai se licenciar do PR para assumir a função.

 

Ainda de acordo com ele, a coordenação jurídica será do advogado Rodrigo Cyrineu. O marketing fica com o jornalista e ex-senador Antero Paes de Barros e o jornalista Pedro Pinto.

 

“Outras coordenações regionais estão sendo definidas neste momento, porque é uma ampla articulação com ex-prefeitos, com lideranças nos 141 Municípios e com elas é que iremos definir efetivamente toda a estrutura da campanha. Que será em cima de muitos voluntários, apoiadores, que termos recebidos ao longo desses últimos dias”, explicou.

Mendes registra chapa e diz não ter feito compromisso eterno
Fonte: Querência Em Foco com DOUGLAS TRIELLI E CAMILA RIBEIRO .

Comentários

Deixe um comentário sobre esta notícia.