NOTÍCIA - prefeitura/politica

28 de setembro de 2018 | MENOR | MAIOR | |

Em Cuiabá, presidente nacional do Psol elogia Moisés Franz e diz que ele representa renovação

Em Cuiabá, presidente nacional do Psol elogia Moisés Franz e diz que ele representa renovação

Em visita rápida a Cuiabá nesta quinta-feira (27), o presidente nacional do Psol, Juliano Medeiros recebeu a imprensa na sede do partido e elogiou a postura do candidato ao Governo do Estado, Moisés Franz, que em sua opinião representa o sonho de esperança e renovação política em Mato Grosso.


De acordo com Medeiros, a candidatura de Franz é uma alternativa aos eleitores de Mato Grosso de uma esquerda moderna, porém com o compromisso com os direitos das minorias e com a classe trabalhadora no Estado.

“Em relação com a candidatura do Moisés, assim como em todas as candidaturas de governo do Psol, quero deixar claro que é uma alternativa de esquerda nessas eleições. Uma esquerda moderna, mas ao mesmo tempo comprometida com o interesse da classe trabalhadora e do povo do Mato Grosso”, afirmou.

O presidente nacional do partido também falou que apesar de todas as dificuldades, Franz vem cumprindo com as propostas que a sigla acredita e que ele é capaz de apresentar um sonho de renovação.

“Sabemos que a dificuldade é grande, assim como a dificuldade eleitoral é grande também para a candidatura do Guilherme Buolos. Mas o Moisés, assim como todos nossos candidatos ao governo tem cumprido com louvor a tarefa de demarcar politicamente que o Psol faz parte de uma esquerda que não se vendeu e não se rendeu as regras do jogo. Ele é capaz de apresentar um sonho de esperança e renovação política neste novo ciclo que se inicia na política brasileira”, avaliou.

Por fim, o socialista afirmou que as dificuldades apresentadas pelo Procurador Mauro em defender pautas como liberação de maconha e aborto não é um problema e que a sigla tem dinâmicas diferentes em cada região.

“O Psol tem uma posição muito consolidada sobre todos estes temas. O contrário do que muita gente pensa, o Psol também tem uma plataforma inteira para a política econômica e uma plataforma inteira com direitos sociais. Assim como temos posicionamento consolidado, nós garantimos ao partido e nossas figuras políticas o direito de objeção de consciência. Basta lembrar que estivemos uma candidata a presidência da República que foi presidente do nosso partido, a Heloísa Helena, que apresentava objeção de consciência de natureza religiosa. Evidentemente que não podemos aceitar nas nossas fileiras alguém que seja homofóbico, machista ou que expresse estes preconceitos, mas asseguramos o direito a objeção de consciência em relação a temas que podem afetar convicções de natureza filosófica ou religiosa”, concluiu.

Em Cuiabá, presidente nacional do Psol elogia Moisés Franz e diz que ele representa renovação
Fonte: Querência em Foco com Carlos Gustavo Dorileo.

Comentários

Deixe um comentário sobre esta notícia.