NOTÍCIA - Política

07 de janeiro de 2019 | MENOR | MAIOR | |

Estado colhe dados e buscará entendimento com servidores públicos

Secretário da Casa Civil, Mauro Carvalho diz que gestão prezará pela transparência
Estado colhe dados e buscará entendimento com servidores públicos

O secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, informou que Governo irá atender as solicitações do Fórum Sindical, entidade que congrega as categorias dos servidores públicos, e explicar a situação do Executivo. Ele ainda colocou que deve marcar audiência entre o governador Mauro Mendes (DEM) e os sindicalistas.

 

Nesta semana, o Fórum pediu, por meio de ofício, que o Governo responda seis perguntas detalhando a situação do Estado. As informações são referentes a possibilidade de atraso dos servidores públicos e do pagamento do 13º salário de 2018 de parte do funcionalismo.

 

Mauro Carvalho explicou que o objetivo do Governo, que assumiu na última terça-feira, (1º), é se pautar em uma relação de transparência com os servidores. Ele, porém, pontuou que o Governo está finalizando o levantamento dos dados antes de se reunir com o Fórum Sindical.

 

"Recebemos um ofício do Fórum Sindical solicitando informações importantes do Governo. São informações que estamos levantando para encaminhar para o Fórum Sindical e também solicitaram uma audiência até o dia 10. Não sei se será possível até o dia 10, porque estamos levantando todas as informações para passar para o Fórum Sindical”, conta. 

 

O secretário destaca que após repassar todas as informações solicitadas, espera que o Fórum avalie os dados para debater a real situação do Estado. O secretário classificou a situação financeira do Estado como “caótica”. “O Fórum Sindical vai avaliar todas as informações que são importantes e grandes, aí sim nós marcaremos uma audiência com o governador para dirimir qualquer dúvida que tenha com relação à situação financeira do Estado, que como a gente tem dito sempre, é uma situação caótica financeira”. 

 

Carvalho colocou que prioridade no Governo é manter uma relação tranquila com os servidores, mas é necessário visualizar que todos "estão no mesmo barco". Além disso, ele ressalta que não há intenção do executivo confrontar o funcionário público.

 

“Nós estamos fazendo tudo o que é possível para não termos nenhum tipo de problema com relação aos funcionários, que nós temos a certeza absoluta que eles terão que ser os grandes parceiros do Governo. Nós temos que remar todos para o mesmo lado, estamos todos no mesmo barco, então não tem porque essa equipe nova do Governo ter qualquer tipo de conflito com os funcionários, porque são eles que movem a máquina pública".

 

Escalonamento

 

O governo do Estado divulgou nota nesta sexta-feira informando que o pagamento dos salários de dezembro será escalonado. De acordo com a projeção, serão pagos no dia 10 de janeiro todos os aposentados e pensionistas e os servidores da ativa que recebem até R$ 4 mil.

 

No dia 24, receberão os que ganham até R$ 6 mil. Os demais servidores, cerca de 13 mil pessoas, verão o pagamento até o dia de 30 de janeiro.

 

A justificativa para o escalonamento e as medidas de parcelamento são dívidas acumuladas “de folha de pessoal, custeio e investimentos no valor aproximado de R$ 2 bilhões”, sem lastro financeiro e agravado pelas citadas ausências de fundos. 

 

Sindicatos

 

As categorias do funcionalismo público não aceitaram a proposta do Governo do Estado de pagar o salário de dezembro de 2018 de forma escalonada. As categorias, que já estavam em estado de greve, vão se reunir no próximo dia 11 de janeiro e não descartam paralisar as atividades.

 

Em texto divulgado nas redes sociais, o Sindicato dos Trabalhadores da Saúde (Sisma) criticou a forma como a decisão foi tomada, sem diálogo com os servidores.

Para a entidade, o que o Poder Executivo anunciou também não pode ser chamado de escalonamento, mas sim de atraso salarial.

 
 
 

Estado colhe dados e buscará entendimento com servidores públicos
Fonte: Querência em Foco com Midia news

Comentários

Deixe um comentário sobre esta notícia.