NOTÍCIA - Policial/Acidente

12 de setembro de 2015 | MENOR | MAIOR | |

Justiça apreende 235 mil quilos de sementes piratas em Mato Grosso

As sementes ilegais foram encontradas em duas propriedades na região de Primavera do Leste.
Justiça apreende 235 mil quilos de sementes piratas em Mato Grosso

 A Justiça mandou apreender cerca de 235 mil quilos de sementes de soja sem registro ou certificação de origem, no município de Primavera do Leste. O material é considerado pirata. A apreensão é resultado da campanha contra pirataria de sementes de soja deflagrada pela Associação dos Produtores de Sementes do Estado, a Aprosmat, e entidades parceiras. A campanha foi deflagrada em julho.


Ação em Primavera do Lest6e foi movida pelas empresas Nidera Sementes e Dupont do Brasil contra as empresas que figuram dentro de uma lista intitulada como maiores pirateiros do Estado já entregue às autoridades competentes pela própria Aprosmat. A ação ocorreu no dia 20 de agosto, mas foi divulgada somente esta semana.As sementes ilegais foram encontradas em duas propriedades na região de Primavera do Leste.

Dentro da campanha de combate a pirataria, a fiscalização da compra e da venda de sementes, em Mato Grosso, será reforçada nos próximos meses. Isso porque de apenas seis servidores federais que atuam nessa área atualmente, o Estado vai contar com os 95 fiscais lotados no Instituto de Defesa Agropecuária. A medida será possível a partir da adesão ao Sistema Unificado de Atenção a Sanidade Agropecuária Aplicado às Cadeias dos Produtos de Origem Vegetal, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Mato Grosso tem mais de dois milhões de sacas de sementes de soja não certificadas em uso. O produtor rural pode salvar sementes para uso próprio, mas não pode comercializá-las, o que é considerado ilegal.

Justiça apreende 235 mil quilos de sementes piratas em Mato Grosso
Fonte: Querência em foco com Agência da Notícia

Comentários

Deixe um comentário sobre esta notícia.