NOTÍCIA - Saúde

12 de julho de 2016 | MENOR | MAIOR | |

Mais de 60% das cidades estão com alto de risco de dengue e vírus da zika

Dados são de boletim divulgado pela Secretaria de Saúde de MT. As duas doenças são transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti.
Mais de 60% das cidades estão com alto de risco de dengue e vírus da zika

Mais de 60% dos municípios de Mato Grossoestão com alto risco de contaminação da dengue e do vírus da zika, aponta boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde estadual divulgado nesta segunda-feira (11). As duas doenças são transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti e, somadas, já têm mais de 48,4 mil casos suspeitos no estado.

Em relação à dengue, são 25,9 mil casos nos seis primeiros meses deste ano, o que representa aumento de 56% em relação ao mesmo período de 2015, com 14.489 notificações. A incidência de casos em 2016 é de 690 para cada 100 mil habitantes. O estado também já acumula quatro mortes causadas pela doença e quatro casos graves confirmados.

No estado, 87 dos 141 municípios (61,7%), estão com alto risco de contaminação da doença, como Rondonópolis e Primavera do Leste, enquanto 22 têm risco médio e 26 têm baixo risco.

Em relação aos casos suspeitos de vírus da zika, foram 22.530 nos seis primeiros meses deste ano. No ano de 2015, foram notificados 9.488 casos suspeitos. Assim como a dengue, a incidência é de 690 casos a cada 100 mil habitantes.

Em Mato Grosso, 88 dos 141 municípios, o que representa 62,4%, estão com alto risco da doença, como Carlinda, Rio Branco e Tesouro. Quinze estão com risco médio e outros 21 têm baixo risco de contaminação da doença.

A melhor forma de prevenir as duas doenças, e também a febre chikungunya, transmitida pelo mesmo vetor, é acabar com os criadouros do mosquito Aedes aegypti. Para isso, deve-se evitar acumular água em vasilhas e vasos de plantas, lavar bem as caixas d'água, deixar o lixo em lugares tampados, entre outras medidas.

Também é recomendável usar repelente para evitar o contato com o mosquito, especialmente as mulheres que estejam grávidas, já que estudos ligam a contaminação pelo vírus da zika com casos de microcefalia (bebês com cérebro de tamanho menor do que o normal).

Principais sintomas
Dengue: fortes dores de cabeça, febre súbita e alta, dor atrás dos olhos, manchas vermelhas, náuseas e vômitos, falta de apetite, moleza, cansaço e dor nos ossos e articulações.

Vírus da zika: febre intermitente, erupções na pele, coceira e dor muscular. A evolução costuma ser benigna e os sintomas geralmente desaparecem de forma espontânea entre 3 e 7 dias.

Mais de 60% das cidades estão com alto de risco de dengue e vírus da zika
Fonte: G1 - MT

Comentários

Deixe um comentário sobre esta notícia.