NOTÍCIA - Policial/Acidente

28 de dezembro de 2016 | MENOR | MAIOR | |

'Tenho esperança de vê-lo', diz mulher de piloto de MT desaparecido há 1 ano

Reverson Bonan desapareceu no dia 13 de dezembro de 2015 ao fazer voo. A mulher dele, que mora em Cuiabá, diz que vive dias de angústia.
'Tenho esperança de vê-lo', diz mulher de piloto de MT desaparecido há 1 ano

Esperando notícias sobre o desaparecimento do marido, desaparecido há pouco mais de um ano, a produtora de eventos Adriana Cristina da Silva, de 36 anos, afirmou que tem esperança de vê-lo vivo. O piloto agrícola Reverson Luis Bonan, de 39 anos, sumiu no dia 13 de dezembro do ano passado, após realizar um voo em uma fazenda de Ponta Porã (MS).

Em entrevista ao G1, Adriana diz que diariamente faz buscas na internet para tentar encontrar informações que possam levá-la até o marido. “Passo o dia inteiro digitando o nome e o CPF dele na internet para saber se há notícias sobre prisão ou ocorrências médicas. Ainda tenho esperança de vê-lo”, disse, acrescentando que acredita que o marido tenha sido sequestrado por traficantes de drogas.

Ninguém me dá satisfação do que está sendo feito, de como está a investigação”
Adriana Cristina da Silva

Adriana diz que a angústia de saber o que aconteceu com o marido é o que a move na busca de informações. “Fico ligada nesse assunto 24 horas por dia e não descanso. Não quero perder essa angústia, porque sei que é ela que move para procurar uma resposta”, declarou.

Ela reclama do ritmo das investigações. Em janeiro deste ano, a Polícia Federal havia assumido o caso. No entanto, segundo Adriana, os delegados afirmam que o encargo da investigação é da Polícia Civil. “Ninguém me dá satisfação do que está sendo feito, de como está a investigação”, afirmou.

O último contato de Adriana com o marido foi feito no dia 13 de dezembro. Na ocasião, ele teria mandado mensagens dizendo que havia sofrido um acidente e fraturado a costela, mas que iria para um hospital. Na última mensagem trocada entre o casal, Reverson disse estava bem e que não ligaria porque estava sem sinal de telefone na região.

O filho do casal, agora com 2 anos de idade, sofre com a ausência do pai, segundo Adriana. “Quando o pai sumiu ele era pequeno, achávamos que não sentiria a falta dele, mas os dois tinham uma ligação muito forte”, contou. De acordo com ela, todos os dias o filho beija as fotos do pai espalhadas pela casa. “É só ouvir um barulho de avião que ele corre achando que é o pai”, disse.

Entenda o caso
Após o último contato com o marido, Adriana diz que tentou novo contato com o marido, mas sem sucesso – o que causou estranhamento, uma vez que os dois sempre mantiveram contato constante durante as viagens de Reverson a trabalho em Mato Grosso do Sul e outros estados, como Rio Grande do Sul.

Adriana também estranhou informações truncadas vindas de pessoas que teriam estado com Reverson no dia 13 e até mesmo depois. Ela também recebeu uma mensagem oriunda do Paraguai dizendo que ele morreu em um acidente aéreo.

Segundo a Polícia Civil de Ponta Porã, a última ligação feita pelo piloto partiu de uma cidade de Mato Grosso, às 21h42. De acordo com o delegado Jarley Inácio de Souza, responsáveis pelas investigações em Mato Grosso do Sul,a suspeita da polícia é de que o piloto tenha embarcado em uma aeronave no estado em direção à Mato Grosso.

“Para mim, não importa a situação que eu vou revê-lo só quero encerrar esse ciclo e descobrir o que aconteceu com o meu marido” disse Adriana.

'Tenho esperança de vê-lo', diz mulher de piloto de MT desaparecido há 1 ano
Fonte: Querência em Foco com G1 MT

Comentários

Deixe um comentário sobre esta notícia.