NOTÍCIA - geral

21 de fevereiro de 2017 | MENOR | MAIOR | |

Chuvas e atoleiros em MT isolam três municípios e deixam 35 em alerta.

Municípios isolados não conseguem escoar a produção devido atoleiros. Com estradas intransitáveis, alunos não vão à escola e alimentos não chegam.
Chuvas e atoleiros em MT isolam três municípios e deixam 35 em alerta.

As chuvas intensas com alagamentos deixaram os municípios de Santa Terezinha, São José do Xingu e Santa Cruz do Xingu isolados e outros 35 em situação de alerta, segundo a Defesa Civil do estado.

Destes, 34 estão localizados na região Araguaia. Campo Novo do Parecis, a 397 km de Cuiabá, é o único do estado, no entanto, que decretou situação de emergência e teve a condição reconhecida pelo Ministério da Integração Nacional após uma tempestade que causou inundação. Com isso, deve receber recursos para se reerguer.

 
 
A Defesa Civil informou que os prefeitos dessas cidades já foram orientados sobre os procedimentos que devem adotar caso haja necessidade de decretar situação de emergência.

No Araguaia, a situação é mais crítica nos municípios de Santa Terezinha, Santa Cruz do Xingu e Confresa. Os moradores dessas cidades estão tendo dificuldades para transportar a soja produzida na região e conduzir os alunos da zona rural até a escola, pois as estradas estão com atoleiros.

Ponte no município de Santa Terezinha ficou coberta de água (Foto: Associação dos Municípios do Araguaia/ Divulgação)Ponte no município de Santa Terezinha ficou coberta de água (Foto: Associação dos Municípios do Araguaia/ Divulgação)
 
Conforme o diretor da Associação dos Municípios do Araguaia, Paulo Avelar, aproximadamente sete municípios da região devem decretar a situação de emergência. "Os fornecedores não estão conseguindo até os municípios devido às condições das estradas e já existe risco de faltar alimentos. Algumas comunidades tiveram as casas completamente alagadas. Lavouras também foram alagadas e houve prejuízos", afirmou.

 

Estradas vicinais em São José do Xingu estão intransitáveis (Foto: Associação dos Municípios do Araguaia/ Divulgação)Estradas vicinais em São José do Xingu estão intransitáveis (Foto: Associação dos Municípios do Araguaia/ Divulgação)
 
Os moradores de Santa Cruz do Xingu, São José do Xingu e Santa Terezinha estão isolados. Foram levados aterros e cabeceiras de pontes. Uma ponte sobre o Rio São João, em Novo Santo Antônio, chegou a ser levada pela água há cerca de duas semanas, segundo o diretor da Associação. "O governo fez o compromisso de consertar a ponte", afirmou.

Os três municípios cultivam soja e não estão conseguindo escoar a produção. "Tem uma lavoura de 450 hectares, mas só vão colhidas soja em apenas 150 hectares", exemplificou.

O acesso a Porto Alegre do Norte, a 1.143 km de Cuiabá, pelas estradas vicinas também está comprometido. "Nós estamos verificando os prejuízos causados pelas chuvas.

Segundo a Defesa Civil, os prefeitos de Rio Branco, Salto do Céu, e Colniza também solicitaram uma visita de técnicos do órgão depois de registros de alagamento.

 

Imagem mostra ônibus sendo puxado por um trator em estrada com atoleiro (Foto: Associação dos Municípios do Araguaia/ Divulgação)Imagem mostra ônibus sendo puxado por um trator em estrada com atoleiro (Foto: Associação dos Municípios do Araguaia/ Divulgação)

Chuvas e atoleiros em MT isolam três municípios e deixam 35 em alerta.
Fonte: Querência em Foco com G1 MT

Comentários

Deixe um comentário sobre esta notícia.