Querência – MT – 22 de fevereiro de 2024

Indea e Empaer identificam causa de morte de vaca por Diarréia Viral Bovina – rss


As médicas veterinárias da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) e do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea) identificaram a causa da morte de uma vaca de um produtor do município de Cáceres (a 225 km de Cuiabá) como Diarréia Viral Bovina (BVDV). A doença pode ser evitada se o rebanho estiver vacinado.

A médica veterinária Laura Peixoto de Arruda relata que o produtor entrou em contato com o Indea para investigar o que estava acontecendo, pois as quatro vacas que foram para a propriedade vinham emagrecendo sem resultado com uso de vários medicamentos. Posteriormente, começaram a aparecer outros sintomas.

Ela reforça que a BVD é uma doença que pode causar vários sintomas diferentes, como aborto, repetição de cio, nascimento de animais com malformação, nascimento de animais fracos e também pode causar sintomas digestivos (diarréia, úlceras), doença respiratória, hemorragia, lesões de pele e ainda diminuir a imunidade.

“É uma doença que existe circulante tanto no gado leiteiro quanto gado de corte. A prevenção é através da vacinação e é claro, da aquisição de animais sadios. Existe vacina para doenças reprodutivas. Geralmente, o produtor só ouve falar de Brucelose, mas existem outras doenças de impacto na reprodução e a BVD é uma delas”.

Os animais infectados com as secreções, fezes, urina, aborto, sangue de animais doentes podem desenvolver desde uma forma mais leve e que passa despercebida ou a forma mais grave da doença, como ocorreu nessa propriedade. “Os bezerros que nascem infectados são os que disseminam a doença em toda a propriedade e o produtor nem suspeita”, completa ela.

A médica ressalta que a Empaer e o Indea estão à disposição do produtor para auxiliar na identificação de qualquer doença que apareça.

Já a veterinária do Indea Jussara Araújo Aragute reforça que foi realizada a coleta de material e enviado ao laboratório e os exames deram negativo para doenças vesiculares e isolamento viral. “Em parceria com a Laura da Empaer, realizamos a necropsia já com a suspeita de BVD, que foi confirmada. O nosso alerta é para a importância da comunicação ao serviço de defesa animal quando tiver suspeita de doenças e assim trabalharmos na prevenção do rebanho”, conclui.

Foto: Empaer



GOV

Últimas notícias

Gostou? então compartilhe!