Querência – MT – 27 de fevereiro de 2024

SES lança campanha e orienta para prevenção a Infecções Sexualmente Transmissíveis – rss


Com o objetivo de conscientizar a população para a prevenção contra Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), a Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso (SES-MT) lançou uma campanha virtual com diversos slogans, entre eles: “Se combinar como deve, todo mundo se protege” e “No carnaval, divirta-se com precaução. Tenha camisinha sempre à mão!”.

“A proposta é atingir todos os públicos, como jovens, adultos e até mesmo os idosos, pois neste período os foliões estão embalados pela euforia das festas e se esquecem do sexo com proteção”, explica a superintendente de Vigilância em Saúde da SES, Alessandra Moraes.

Levantamento realizado pela SES mostra que, entre 2021 e 2022, foram registrados 966 casos de hepatites virais, 528 de sífilis e 1.874 de HIV/Aids. Para evitar o aumento de casos em 2023, Alessandra reforça que o único método efetivo de prevenção é o uso de preservativo durante as relações sexuais.

Para a gestora, durante as festas de Carnaval, as pessoas estão mais propensas às relações e, consequentemente, suscetíveis às ISTs caso não haja proteção.

“Por isso é importante usar preservativo masculino ou feminino em todas as relações sexuais. Esse é o único método eficaz para prevenir contra a transmissão dessas infecções, além de evitar uma gravidez não planejada”, explica Alessandra.

As ISTs são causadas por vírus, bactérias ou outros microrganismos, e transmitidas, principalmente, por meio do contato sexual sem o uso de preservativo com uma pessoa que esteja infectada. Dentre as ISTs, destacam-se: HIV, Aids, Sífilis, Hepatites Virais A, B e C, HPV, Herpes Genital, Clamídia e Gonorreia.

“Quem tem relação sexual desprotegida corre o risco de contrair uma IST. Não importa idade, estado civil, classe social, identidade de gênero ou religião. A pessoa pode estar aparentemente saudável, não ter conhecimento da infecção e continuar transmitindo a IST. Se as infecções não forem diagnosticadas e tratadas, podem levar a graves complicações, como infertilidade, câncer ou até morte”, alerta a gestora.

Para mais segurança nas relações, Alessandra também recomenda a testagem rápida para HIV, Sífilis e Hepatites B e C. Ela informa que o exame está disponível em qualquer Unidade de Saúde da rede pública, nos Centros de Testagem e Aconselhamento e Serviços de Assistência Especializada (CTAs/SAEs). O teste é grátis, rápido, seguro e sigiloso.

 



GOV

Últimas notícias

Gostou? então compartilhe!