Querência – MT – 11 de dezembro de 2023

Goiás e Paysandu se enfrentam no segundo jogo da final da Copa Verde


O campeão da Copa Verde, torneio que reúne clubes das regiões Norte e Centro-Oeste e do Espírito Santo, será conhecido nesta quarta-feira (31). A partir das 20h (horário de Brasília), Goiás e Paysandu se enfrentam na Serrinha, em Goiânia, no segundo jogo da decisão. A partida será transmitida ao vivo pela TV Brasil, em parceria com a TV Cultura do Pará.

O Esmeraldino levou a melhor no duelo de ida, há duas semanas, no Mangueirão, em Belém, ao vencer por 2 a 0. Os goianos podem até perder por um gol de diferença que ficam com o título inédito. O Papão tem de vencer por três ou mais gols de saldo no tempo normal para levantar a taça pela quarta vez na história (e a segunda consecutiva). O campeão assegura lugar direto à terceira fase da Copa do Brasil do ano que vem. Caso os paraenses igualem o placar agregado, haverá disputa de penalidades.

Os dois times vêm de resultados negativos nos respectivos campeonatos nacionais. No último sábado (27), o Goiás perdeu do São Paulo por 2 a 1, no Morumbi, na capital paulista, pela oitava rodada da Série A (o Esmeraldino abre a zona de rebaixamento da competição, ocupando a 17ª posição). No domingo (28), o Paysandu foi a Volta Redonda (RJ) e levou 3 a 0 do time da casa, no Estádio Raulino de Oliveira, pela quinta rodada da Série C. O Papão está em 16º lugar, um posto à frente do Z4.

O Goiás foi a campo em seis oportunidades nesta Copa Verde. Após estrear batendo o União Rondonópolis-MT por 3 a 0, pelas oitavas de final, o Esmeraldino passou por Brasiliense (0 a 0 e 1 a 0) e Cuiabá (0 a 1 e 2 a 0), antes do primeiro jogo da final. O Papão, que também iniciou a participação nas oitavas, começou a campanha fazendo 3 a 0 no Real Ariquemes-RO. Depois precisou dos pênaltis para eliminar o Princesa do Solimões-AM (dois 0 a 0) e o rival Remo (0 a 1 e 2 a 1).

Em relação ao jogo de ida, a principal novidade na formação goiana deve ser Apodi. O lateral, de 35 anos, não atuou no Mangueirão por estar com dengue. Dos jogadores que vêm sendo titulares, o meia Diego (que não está inscrito na Copa Verde) desfalca o time de Emerson Ávila, que também não pode contar com os meias Moretti, Jhonny Lucas, Guilherme e Matheusinho, o volante Fellipe Bastos e os atacantes Vinícius e Breno Herculano.

“Qualquer jogo importante gera um pouco de ansiedade, pela grandeza do jogo, valendo título. Sabemos que o Goiás está há um tempo [cinco anos] sem ganhar um título. Esse pode ser meu primeiro título pelo clube. Estou ansioso e focado. Esperamos deixar a taça em casa”, disse o zagueiro Lucas Halter em entrevista coletiva.

O Paysandu também chega à decisão com problemas na escalação. Isso porque dos 38 jogadores do elenco, 14 chegaram ao clube após o período de inscrições na Copa Verde terminar. Com isso, o técnico Marquinhos Santos terá que relacionar vários atletas da base para completar o banco de reservas. Dos titulares na derrota para o Volta Redonda, quatro (os laterais Edilson e Igor Fernandes, o zagueiro Rodolfo Filemon e o meia Nenê Bonilha) estão entre os desfalques certos.

“É uma missão difícil, mas não impossível. Estaremos lutando e correndo atrás de mais um título. Acredito que quem veste essa camisa, sabe da responsabilidade e dará o máximo. Confio nesse grupo”, afirmou, também em coletiva, o atacante Dalberto, que voltou a jogar após oito meses tratando uma lesão no joelho esquerdo justamente na partida de ida contra o Goiás.





Agencia Brasil

Últimas notícias

Gostou? então compartilhe!