Querência – MT – 8 de dezembro de 2023

Incêndios se espalham por Grécia, Espanha e Itália


Pacientes de um hospital foram retirados para uma balsa na cidade portuária grega de Alexandrópolis, nesta terça-feira (22), longe de um incêndio descontrolado que segue pelo quarto dia, conforme uma nova onda de calor atingiu o Sul da Europa.

Autoridades pediram aos moradores que evitem o calor, à medida que França, Itália, Espanha e outros lugares sofrem com condições quentes, secas e com ventos que os cientistas associaram às mudanças climáticas.

Bombeiros também combatem incêndios na Espanha e na Itália.

Em Alexandrópolis, no Nordeste da Grécia, uma balsa foi transformada em um hospital improvisado depois que 65 pacientes, incluindo bebês recém-nascidos, foram retirados do Hospital Universitário nas primeiras horas.

Ambulâncias também transportaram pacientes para longe de uma clínica próxima.

Pacientes idosos estavam em colchões espalhados pelo chão do refeitório, paramédicos atendiam outros em macas e uma mulher amparava um homem em um sofá, com um soro intravenoso preso em sua mão.

“Trabalho há 27 anos, nunca vi nada assim”, disse o enfermeiro Nikos Gioktsidis. “Macas por toda parte, pacientes aqui, soro lá… foi como uma guerra, como se uma bomba tivesse explodido.”

Várias comunidades na região de Evros, perto da fronteira com a Turquia, foram retiradas, pois as autoridades alertaram que o risco de novos incêndios continua alto nos próximos dias.

O corpo queimado de um homem que se acredita ser um imigrante foi encontrado em uma área rural perto de Alexandrópolis na segunda-feira (21), disse um policial local.

“As condições climáticas são extremas e permanecerão extremas nos próximos dias”, declarou o porta-voz do Corpo de Bombeiros Vassilis Varthakogiannis à ERT TV.

Espanha e Itália

Na Espanha, onde a maior parte do país corre risco muito alto ou extremo de incêndios florestais como consequência da quarta onda de calor do verão, as autoridades lutavam para conter um enorme incêndio florestal que devasta florestas na ilha de Tenerife há uma semana.

O incêndio queimou 15 mil hectares em 12 municípios, forçando a retirada de milhares de pessoas.

As temperaturas provavelmente atingirão ou excederão 40 graus Celsius (°C) em grandes áreas do sudoeste e nordeste da Península Ibérica, disse a agência meteorológica nacional AEMET.

Na Itália, cerca de 700 pessoas foram retiradas depois que um incêndio começou na segunda-feira na ilha toscana de Elba, na floresta entre Rio Marina, disse o bombeiro Alessandro Vitaliano à Reuters. Não há relato de vítimas.

O fogo estava sendo contido, mas estava em uma área de difícil acesso. Um total de 14 hectares foram queimados até agora.

A Itália emitiu alertas vermelhos de clima quente em 16 das 27 principais cidades do país nesta terça-feira, incluindo Roma, Milão e Florença, com o número devendo aumentar na quarta-feira (23).

Um alerta vermelho denota “condições de emergência”, afirmou o Ministério da Saúde, aconselhando as pessoas a não sair durante a parte mais quente do dia.

Na França, quatro regiões do sul – Rhône, Drôme, Ardèche e Haute-Loire – foram colocadas sob alerta vermelho. Isso permite que as autoridades cancelem eventos e fechem instalações públicas, se necessário.

Reportagem adicional de Karolina Tagaris, Dominique Vidalon, Gisela Vignoni e Crispian Balmer



agenciabrasil

Últimas notícias

Gostou? então compartilhe!